Sunday, June 03, 2007

Festa da Cereja

A festa da Cereja já começou - hoje pela manhã em Cascais, houve distribuição de cerejas do Fundão , confirmado pela Avelana, que aí estava de passagem. Deliciosas cerejas , embaladas em lindas caixinhas transparentes foram oferecidas aos transeuntes e participantes nas actividades do Dia da Criança, que decorriam no espaço frente à Câmara Municipal e lado a lado com a maravilhosa baía.



A Festa da Cereja:
Vai decorrer de 15 a 18 de Junho, na típica aldeia de Alcongosta, berço natural da cereja.
A imagem criada associa o artesanato à cereja valorizando os produtos locais símbolos da região.
Fundão, aqui come-se bem: Como complemento à Festa da Cereja, decorrerá a 3ª edição da mostra gastronómica, onde 15 restaurantes do Concelho confeccionam as melhores receitas à base de cereja. O conceito desenvolvido apresenta o conceito do prazer de comer bem.

Saber mais em www.land.co.pt

6 comments:

Fernanda said...

Vou lá estar na festa da Cereja no Fundão.
Adorei o ano passado!

Bjs

al cardoso said...

Para quem como eu gosta tanto de cerejas, so nos resta dizer, que pena nao estar por ai!

Por ca sao poucas e carissimas.

Um abraco de amizade serrana.

avelana said...

FERNANDA

TAMBEM IREI POR LÁ NUM DOS DIAS


BEIJINHOS

ADORO CEREJAS E POR AQUI TB AS HÁ , MUITO BOAS

avelana said...

AL CARDOSO

SE NÃO FOSSE A DISTANCIA , BEMN QUE TAS MANDAVA !!!

uM ABRAÇO

Rosario Andrade said...

bom dia!
...oh, que saudades! Aqui as cerejas sao TAO CARAS! Uma porçaozinha (que nao deve chegar a meio quilo!) sao 8 libras (12 euros!!!!!) Proibitivo!
Nao sei como é que o nosso pais perde a oportunidade de colocar produtos assim por aqui. Por ca ve-se todo o tipo de fruta e vegetais espanhois e de Portugal... nada! Omesmo problema de sempre e de todas as areas: falta de competividade e falha em aproveitar as oportunidades.

Bjicos

Beijicos

asn said...

Tenho uma cerejeira no meu quintal(zinho).
Mal conseguimos provar as cerejas, mas não nos temos ralado muito com isso, apesar de gostarmos muito deste fruto. Os melros deliciam-se e também têm direito à vida. Bem os vejo; a minha última onservação: chegam às cerejas dos ramos mais frágeis através de voos rápidos e precisos, directos ao alvo. Era uma vez uma cereja, vermelhinha!
Um abraço
António